Ipem autua 18 veículos sem certificado do cronotacógrafo em SP

Fonte: IPEM - SP

O Ipem-SP (Instituto de Pesos e Medidas do Estado de São Paulo) autuou 18 de 41 veículos inspecionados na última sexta-feira (15/10/10), na operação “Segurança na Estrada II”, realizada no quilômetro 133 da rodovia Anhanguera, em Limeira, região de Campinas.

O objetivo da ação, que teve apoio da Polícia Rodoviária Estadual, foi fiscalizar a presença do Certificado de Verificação Metrológica do cronotacógrafo de veículos-tanque que transportam produtos perigosos e coletivos de passageiros.

O cronotacógrafo é uma espécie de “caixa-preta” do veículo, responsável por registrar dados do percurso, como distância percorrida, velocidade, pontos de parada, entre outros. O Certificado de Verificação Metrológica é obrigatório, e assegura que o aparelho foi inspecionado pelo Inmetro (Instituto de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial).

“O certificado é a prova de que o instrumento passou nos testes e pode ser utilizado de forma segura, auxiliando o monitoramento das empresas e agentes de trânsito a respeito das informações contidas no cronotacógrafo”, explica o superintendente do Ipem-SP, Fabiano Marques de Paula.

De acordo com o instituto, foram fiscalizados 35 veículos-tanque que transportam produtos perigosos, dos quais 15 foram autuados, além de três entre seis coletivos de passageiros inspecionados.

Os proprietários ou empresas responsáveis têm dez dias para apresentar defesa ao Departamento de Análise e Gestão de Processos do Ipem-SP, que definirá multa que varia de R$ 100 a 50 mil, dobrando na reincidência.














Voltar para:
Fiscalização Produtos Perigosos