Ministério Público investiga construtora do prédio que desabou em Belém - PA

Fonte: Portal R7

Acidente aconteceu em imóvel de 32 andares; ainda há dois desaparecidos.

O MP-PA (Ministério Público do Pará) cumpriu, na manhã desta segunda-feira (31/01/11), mandados de busca e apreensão na sede da Real Class Engenharia, empresa responsável pela construção do edifício que desabou em Belém (PA) no sábado (29/01/11). A sede da empresa fica na travessa Timbó, no bairro Pedreira.

Segundo a assessoria de imprensa do MP-PA, a busca é por documentos relacionados à obra do prédio e que possam indicar alguma irregularidade na construção. O ministério também instaurou inquérito civil para apurar a responsabilidade no desabamento do prédio. O inquérito será realizado em conjunto com a Promotoria de Justiça do Consumidor e do Meio Ambiente.

Também nesta manhã, o Corpo de Bombeiros iniciou a remoção dos escombros do prédio de 32 andares. Até o final desta manhã, ainda havia dois trabalhadores desaparecidos.

A Defesa Civil cercou todo o local no início da manhã. O engenheiro responsável pela obra é Carlos Otávio Lima Paes Jr., filho de Carlos Otávio Lima Paes, dono da empresa Real Class.

Segundo informações apuradas pela Rede Record de Belém, Paes Jr. se formou há apenas um ano. Nesta manhã, funcionários da construção civil fizeram um protesto contra as mortes no prédio e por melhores condições de trabalhos.

A reportagem tentou entrar em contato com a Real Class, mas até a publicação desta notícia não conseguiu retorno.



Voltar para:
Fiscalização - Segurança do Trabalho