JadLog investe em lava-rápido ecológico

Sistema armazena, trata e reusa a água utilizada nas lavagens, evitando o desperdício

Fonte: G1

A JadLog, companhia de transporte e logística de cargas expressas fracionadas, iniciou a operação de um lava-rápido ecologicamente correto para cuidar de seus caminhões, em São Paulo. O projeto permite uma expressiva economia de água, além de assegurar o tratamento adequado dos resíduos.

Instalado em um espaço recém-locado de quase três mil metros quadrados de área total na Freguesia do Ó, o lava-rápido armazena, trata e reusa a água das lavagens dos mais de 60 caminhões da frota paulista da empresa. Para isso, conta com uma estação de tratamento e reuso de água construída em parceria com a WFabrill, companhia especializada na fabricação de produtos e serviços de limpeza. O projeto, desenvolvido sob medida para a JadLog, coleta toda a água da área de lavagem e a transfere para um reservatório no qual são adicionados produtos biodegradáveis que tratam o líquido em apenas três horas.

Todo e qualquer resíduo resultante do processo é separado e posteriormente levado para aterros credenciados. Para a lavagem dos caminhões são utilizadas pastilhas efervescentes de um quilo, elaboradas para limpeza e diluídas em 200 litros de água. Essas pastilhas possuem matéria ativa para remover graxas e sujeiras e o ingrediente efervescente é responsável por homogeneizar a solução. “Trata-se de um produto inovador e também inofensivo ao meio ambiente mesmo depois de diluído, que contribui com a qualidade da água de reuso de todo o sistema”, afirma o diretor operacional da WFabrill, Fabrício Rainatto.

Máquinas que transferem alta pressão à água fazem parte do conjunto do lava-rápido, evitando desperdícios e tornando a lavagem mais eficiente. No teto do local, calhas instaladas ainda coletam a água das chuvas. A estação de tratamento da JadLog tem capacidade de operar 60 mil litros de água. Dessa forma, a transportadora economiza por volta de 85% de água em sua conta mensal, conforme cálculo já estabelecido.

 



Voltar para Notícias - Meio Ambiente