Segurança em obras se faz com diálogo

O DDS, sigla para Diálogo Diário de Segurança, é uma prática bastante difundida nas empresas da indústria da Construção Civil. São alguns minutos antes do começo da jornada de trabalho em que geralmente o Técnico em Segurança do Trabalho conversa com os trabalhadores sobre alguns tópicos de segurança referentes ao dia que irá começar ou ao dia anterior ou sobre qualquer tópico que esteja sendo negligenciado pelos trabalhadores.

Algumas vezes são convidadas outras pessoas tais como: engenheiro da obra, mestre de obras, encarregados e pessoas de fora da empresa para fazer estas pequenas palestras. Também deve haver espaço para que os trabalhadores possam emitir suas opiniões e sugerirem soluções para os problemas levantados.

Conquistando a participação ativa dos trabalhadores nesta atividade é possível avaliar os riscos percebidos apenas pelos trabalhadores assim como a eficiência de equipamentos de proteção individual e coletiva. Este tipo de diálogo não requer muitas formalidades e pode ser feito no meio do canteiro de obras ou no refeitório, como o profissional achar mais adequado. O tempo deve ser de no máximo 15 minutos pois é apenas uma pequena conversa que não deve se tornar maçante para os trabalhadores.

A documentação destes diálogos também é importante, podendo ser feito em papel e contendo o assunto, a data, questões levantadas, nome do palestrante e levando a rubrica, se possível, de todos os trabalhadores que assistiram ao diálogo ou pelo menos dos encarregados.

Com um bom DDS e a participação dos trabalhadores é possível reduzir muitas situações de risco.

Fonte: Blog do Trabalho



Voltar para:
Notícias Segurança do Trabalho