Horário de trabalho flexível engaja e retém funcionários

Reportagem do Valor Online desta semana (13/04/11) revela que uma pesquisa feita em todo o mundo mostra que quando as empresas permitem horários flexíveis de trabalho, os funcionários costumam responder com mais competência e engajamento.

Feita pela consultora Bain & Company com 3.300 gerentes e profissionais, a sondagem também apontou que políticas de cumprimento de horário menos rígidas aumentam os índices de retenção entre homens em até 25% nas companhias e em até 40% no caso das mulheres. Isso significa menos rotatividade e mais fidelidade dos funcionários ao emprego.

O Valor cita dois casos de sucesso neste sentido. Um deles é o da IBM, uma das gigantes da Informática mundial. Segundo a gerente de programa de diversidade da companhia, Gabriela Francoio, além do home office, os empregados têm ainda a possibilidade de trabalharem em casa e no local do serviço, alternadamente.

Outro exemplo citado na matéria do Valor é o da DuPont, da área têxtil. Nela, os funcionários têm a chance de mudar os horários de entrada e saída. Eles podem adequar a agenda a fim de poder deixar e buscar seus filhos na escola.

Fonte: Blog do Trabalho









Voltar para:
Notícias Relações Trabalhistas