Mortos na Região Serrana do RJ pelas chuvas passam de 740

Fonte: G1

Nove dias depois da chuva na Região Serrana, mortes passam de 740
RJ-116 começa sondagem para fundação de ponte que leve a Bom Jardim.
Trabalhos de busca recomeçaram na manhã desta quinta-feira (20/01/11).

Nove dias depois da tragédia que se abateu sobre a Região Serrana do Rio, equipes de busca e salvamento já encontraram mais de 740 corpos nas cidades de Nova Friburgo, Teresópolis, Petrópolis, Sumidouro, São José do Vale do Rio Preto e Bom Jardim. De acordo com a Força Nacional de Segurança (FNS), não há mais áreas isoladas e algum tipo de assistência já chegou até nas regiões de difícil acesso.

745 mortos
Pelos últimos levantamentos dos municípios, ao todo são 745 mortos, sendo 355 em Nova Friburgo, 299 em Teresópolis, 62 em Petrópolis, 22 em Sumidouro, 6 em São José do Vale do Rio Preto e 1 em Bom Jardim. Só em Teresópolis, ainda havia 5.058 desabrigados e 6.210 desalojados nesta manhã.

Recuperação das estradas
As rodovias de acesso à região estão sendo recuperadas. Na RJ-116 (Itaboraí-Macuco-Nova Friburgo), por exemplo, o tráfego ainda está em sistema de pare e siga em dois trechos: no km 75, em Muri, onde está sendo concluída a obra de recuperação do sistema de drenagem da pista, com instalação de manilhas e realização de aterros, e no km 92, no Vale do Tainá, onde por enquanto só é permita a passagem de veículos leves.

Os funcionários da concessionária Rota 116 fazem nesta quinta-feira (20/01/11) a sondagem para começar a fundação de uma ponte provisória para fazer a ligação com o Centro do município de Bom Jardim.

De acordo com o Departamento de Estradas de Rodagens (DER), cerca de 90% das rodovias atingidas já foram desobstruídas. A RJ-142, que liga Casimiro de Abreu ao distrito de Muri, em Nova Friburgo, passando por Lumiar está com o tráfego liberado. Em dois trechos o trânsito está em meia pista: no km 2, em Muri, e no km 10 em Lumiar.

A RJ-150, que liga Nova Friburgo a Amparo, está com tráfego liberado até Amparo, com três pontos em meia-pista: km 1 e km 2 (próximos a Friburgo) e km 6,5 (mais próximo de Amparo). Já no trecho entre Amparo a São José do Ribeirão (distrito de Bom Jardim) o tráfego só está liberado para veículos leves.

A RJ-148, que liga Nova Friburgo a Carmo, passando por Sumidouro, está com tráfego liberado, mas com vários pontos em meia pista no trecho entre Sumidouro e Barão de Aquinos, como: os kms 17, 27, 29, e 30, devido à erosão na pista, e nos kms 29, 30 e km 32, que apresentam depressão na pista. Entre os kms 29 e 30 há desvio de pista.

Já na RJ-130 (Teresópolis-Nova Friburgo) está com o trânsito monitorado e liberado, com pontos em meia pista devido à queda de inúmeras barreiras e erosões. No km 61, próximo à Nova Friburgo, está com um desvio sinalizado para atender o tráfego de momento. Já em outro ponto da RJ-130, o tráfego está em meia pista no distrito de Vieira, em Teresópolis.

A RJ-242 está em meia pista em diversos pontos entre a RJ-130 até Campinas, distrito de Nova Friburgo. No trecho que vai de Campinas a Águas Quentes barreiras foram removidas o e tráfego segue em meia pista.

Nas rodovias federais a situação também é melhor. A BR-116 está em meia pista na altura de Teresópolis, enquanto a BR-495 está interditada em Itaipava. Já a BR-040 segue com o tráfego em meia pista em três pontos nas imediações de Três Rios.




Voltar para:
Notícias Cotidiano