MP Federal em Patos de Minas oferece denúncia de trabalho escravo

O Ministério Público Federal em Patos de Minas ofereceu duas denúncias por trabalho escravo em fazendas de São Gotardo e Conceição das Alagoas, no Alto Paranaíba. Segundo o Ministério Público, as vítimas, vindas do estado do Maranhão, foram aliciadas para trabalhar em lavouras de cana-de-açúcar e café.

Na primeira denúncia, três pessoas são acusadas pelo aliciamento de 28 trabalhadores. As vítimas estavam trabalhando em lavouras de feijão. A promessa era de que receberiam R$60 por dia, alojamento, comida e carteira assinada.

Na outra denúncia, 23 pessoas teriam sido submetidas a trabalho escravo em uma fazenda do município de São Gotardo. Para atrair os trabalhadores, os denunciados prometeram alojamento e salário entre R$1.800 e R$2 mil.

Fonte: Megaminas

















Voltar para:
Fiscalização - Segurança do Trabalho