Nova norma promete mais rigor para prevenir acidentes de trabalho em Juiz de Fora
Medida do Ministério do Trabalho entra em vigor em setembro. Em uma semana, duas pessoas já morreram em obras na região

Um homem de 48 anos morreu na noite de quarta-feira (08/08/12), em Pequeri, enquanto trabalhava em uma retroescavadera. Segundo a Polícia Militar (PM), ele teria perdido o controle do equipamento e caído dentro de um açude. A máquina ficou por cima do corpo dele. A vítima foi encontrada pelo irmão, por volta das 22h. Ainda não se sabe se a morte foi causada pelo impacto ou por afogamento. A perícia esteve no local para investigar o motivo do acidente.

Esta é a segunda morte deste tipo nesta semana na região. Na terça-feira (07/08/12) um homem morreu em Juiz de Fora em um outro acidente de trabalho. Para evitar casos como estes, uma nova norma do Ministério do Trabalho promete mais rigor na prevenção de acidentes.

Na obra de um edifício com mais de 20 andares, por exemplo, há pelo menos 50 projetos estruturais, elétricos, de elevador e arquitetônico. Para cada fase há um planejamento específico para segurança no trabalho. Segundo o técnico do setor Paulo Lima, todo detalhe é imprescindível.

Apesar disto, acidentes continuam a acontecer. Na última terça-feira um trabalhador morreu depois que caiu de uma laje. Era o primeiro dia de trabalho da vítima, que tentava demolir o edifício ainda em construção. Em julho, outras duas pessoas morreram: uma delas em Muriaé.

Uma nova norma do Ministério do Trabalho entra em vigor em setembro para tornar mais rígida a prevenção de acidentes. A empresa capacitará quem vai exercer funções específicas em altura. O trabalhador precisará fazer exames médicos e ter um atestado que comprove sua capacidade para a tarefa.

Além disto, ele só poderá subir qualquer andar se tiver autorização. Mesmo assim, se acontecer acidentes, a empresa será responsabilizada, e se for comprovada negligência do trabalhador, ele poderá responder a processos judiciais.

Apesar do rigor da regra, o auditor do Ministério do Trabalho Roberto Mosquera diz que a proteção ao trabalhador vai além.

Fonte: MGTV TV Integração - Juiz de Fora


Voltar para:
Notícias Segurança do Trabalho