Transporte de produtos perigosos é alvo de fiscalização da PRF, em RO
Cerca de 500 caminhões apresentaram irregularidades no transporte.
Descumprimento das normas pode causar contaminação e até explosões.


Caminhões foram fiscalizados na BR-364, em Rondônia (Foto: Larissa Matarésio/G1)

Após três semanas de intensa fiscalização na BR-364, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) de Rondônia encerra nesta sexta-feira (23/11/12) a Operação Produtos Perigosos 2012, deflagrada em Vilhena, Ariquemes e Porto Velho. Mais de 700 caminhões que fazem transporte de produtos perigosos foram averiguados e cerca de 500 foram autuados. Cerca de 450 multas foram aplicadas com valores que variam entre R$ 400 e R$ 1 mil. O descumprimento das normas pode causar contaminação e até explosões.

De acordo com o coordenador da operação, Jaques Wilton, durante todo o ano os veículos que transportam produtos perigosos - explosivos, gases, combustíveis, óleos – são fiscalizados, mas após uma alteração na legislação da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) a operação foi deflagrada.

Foram fiscalizados desde sinalização obrigatória nos veículos, documentação do produto transportado, do veículo e do motorista, que precisa ter curso especial para transportar a carga perigosa.

Segundo Wilton, durante as fiscalizações as principais irregularidades encontradas foram de incompatibilidade genérica – casos em que há o transporte de produtos perigosos com risco de comunicação em contato com produtores de outro gênero, como o óleo de copaíba que estava sendo transportado em tonéis de agrotóxicos - e específica – que une o transporte de produtos perigosos de gêneros diferentes no mesmo local, que podem causar explosão.

Fonte: G1

 

 

Voltar para:
Fiscalização - Produtos Perigosos