MP investiga dez transportadoras de produtos perigosos


O Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Renováveis) denunciou dez empresas de transporte e logística ao Ministério Público Estadual (MPE/AL) por transportar produtos perigosos - como explosivos, combustíveis e produtos químicos - de forma inadequada ou sem licença ambiental para exercer a atividade. A denúncia será investigada no inquérito civil público aberto pelo promotor Mário Augusto Soares, publicado no Diário Oficial do Estado desta quinta-feira (28/02/13).

As empresas investigadas foram autuadas durante uma operação de fiscalização de transporte de produtos perigosos nas rodovias federais que cortam os municípios de São Sebastião, São Miguel dos Campos e Delmiro Gouveia.

Segundo a Divisão Técnica do Ibama, as notificações foram feitas porque as empresas não tinham licença ambiental ou estavam transportando esse tipo de carga de maneira inadequada, o que configura crime ambiental.

Serão investigadas as empresas Transrio Transporte e Logística; Transportes Rener; Transvalite Logística, Andaluz Logística, Transportadora Presidente, Rafer Transporte Rodoviário de Cargas, Transporte Cavalinho, Transporte Rota Dourada, M.V.A. Transportes e Transportadora Bitury.

Além de fiscalizar o transporte de combustíveis, explosivos, produtos químicos e as demais cargas consideradas de risco, a operação tinha também o objetivo capacitar o Instituto do Meio Ambiente (IMA) para realizar a fiscalização nas rodovias estaduais.

 

Fonte: TNH1

 

 

 

 

 

Voltar para:
Fiscalizações - Produtos Perigosos