‘Processo produtivo cria exército de inválidos’, diz CamargoDeclaração foi dada no lançamento da Frente Parlamentar de Segurança e Saúde do Trabalho


Brasília – O procurador-geral do Trabalho, Luís Camargo, afirmou, nesta quarta-feira (27/11/13), que o Brasil está criando um exército de inválidos, vítimas do processo produtivo. A declaração foi dada no lançamento da Frente Parlamentar de Segurança e Saúde do Trabalho, na Câmara dos Deputados. Camargo elogiou a iniciativa do Congresso e destacou que o Ministério Público do Trabalho (MPT) se apresenta como parceiro da frente parlamentar.


Foto: Gustavo Rocha


“Nós estamos criando um verdadeiro exército de pessoas que jamais voltarão aos seus postos de trabalho, que são mutilados, doentes, viúvos e viúvas, por conta do processo de produção em vigor neste país. Se não tivermos uma forma efetiva de mudar esse processo, nós teremos um exército de inválidos”, afirmou Camargo

O país tem mais de 700 mil acidentes de trabalho por ano, com três mil mortes. Os setores com maiores índices são construção civil e transporte. Nesta quarta-feira, dois operários morreram num acidente com um guindaste na obra da arena Corinthians, estádio que sediará a abertura da Copa do Mundo de 2014. O Ministério Público do Trabalho irá inspecionar a obra nesta quinta-feira (28/11/13).

Também participaram do lançamento da frente parlamentar os procuradores Philippe Gomes Jardim, coordenador nacional de Defesa do Meio Ambiente do Trabalho (Codemat); Paulo Douglas Almeida de Moraes; Valdir Pereira da Silva; e Carlos Eduardo de Azevedo Lima, presidente da Associação Nacional dos Procuradores do Trabalho (ANPT).

Presidida pelo deputado federal Vicentinho (PT/SP), a Frente Parlamentar de Segurança e Saúde do Trabalho é composta ainda por 240 outros deputados.

Fonte: MPT - 27/11/2013
Procuradoria Geral do Trabalho
Assessoria de Comunicação
(61) 3314-8222

Notícia enviada por Clovis Veloso de Queiroz Neto

 

Voltar para:
Notícias - Relações Trabalhistas