PRF aplica 69 multas durante operação que fiscaliza transporte de produtos inflamáveis no Piauí
Esta operação objetiva a adequação da modalidade de transporte de risco aos regulamentos de trânsito, ambientais e específicos para produtos perigosos.


Esta operação objetiva a adequação da modalidade de transporte de risco aos regulamentos de trânsito, ambientais e específicos para produtos perigosos.


Veículos apreendidos

A Polícia Rodoviária Federal em parceria com a Secretária de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Semar) realizou em 11/02/2013 a Operação Transporte Seguro no posto da BR 316 com intuito de fiscalizar veículos que realizam o transporte de produtos perigosos.

Esta operação objetiva a adequação da modalidade de transporte de risco aos regulamentos de trânsito, ambientais e específicos para produtos perigosos.

Ao final da operação 43 veículos foram fiscalizados, na sua maioria transportando combustíveis, gás de cozinha e baterias automotivas. Foram aplicadas 69 multas por infração ao regulamento que disciplina o transporte de produtos perigosos.


Carga transportada de forma irregular

Constatou-se motorista transportando carga perigosa com CNH vencida. Caminhão tanque transportando combustíveis com CIPP vencido. O CIPP é uma certificação do Inmetro que atesta as condições de segurança do veículo tanque para o transporte de produtos perigosos a granel.

Também se verificou a ausência ou insuficiência de equipamentos de proteção individual – EPIs, bem como, equipamentos para situação de emergência exigida para uso pelos responsáveis pelo transporte de cargas consideradas perigosas e atendimento em situação de emergência.

 


Veículos apreendidos durante operação

Cargas perigosas como gasolina, álcool, diesel e baterias para carro eram transportadas sem licença ambiental. Estas infrações específicas foram punidas pela SEMAR, conforme a legislação que disciplina este tipo de transporte. Dois carregamentos de combustíveis estavam sem notas fiscais.

Este tipo de operação visa garantir o cumprimento da legislação específica. Com esta providência fica assegurada proteção aos trabalhadores responsáveis pelo transporte, transbordo, descarregamento e também aqueles que prestam socorro em eventual atendimento emergencial.

Além disso, visa evitar condições inadequadas do transporte, que poderiam resultar em acidentes com grandes possibilidades de perdas de vidas e danos ao meio ambiente.

Fonte: Ascom PRF/PI

 

Voltar para:
Fiscalizações - Produtos Perigosos