Fiscalização de Produtos Perigosos autua onze caminhões com irregularidades na via Dutra em Paracambi (RJ)

Fonte: Assessoria de Comunicação do Grupo CCR - NovaDutra

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) com o apoio da NovaDutra (Empresa do Grupo CCR) realizou na quarta-feira (21/01), a primeira fiscalização de produtos perigosos no trecho do Rio de Janeiro da via Dutra, na região de Paracambi (RJ).

Durante a fiscalização, a PRF notificou onze (11) veículos que transportavam cargas perigosas irregularmente. No total, foram fiscalizados vinte e quatro (24) veículos e emitidas vinte (20) multas. Quatro (04) documentos foram apreendidos e um (01) veículo retido, por apresentarem irregularidades.

O principal objetivo da ação é reduzir o risco de acidentes através da avaliação das condições de tráfego, de segurança e de documentação dos veículos, além do estado de saúde dos motoristas.

A fiscalização aconteceu no km 217 da rodovia, no sentido SP-Rio, em Paracambi (RJ), entre 09h00 e 13h00.

Esta foi a primeira fiscalização de produtos perigosos realizado no trecho fluminense da via Dutra em 2009. No ano passado, em 16 operações deste tipo na rodovia, foram fiscalizados quinhentos e dez veículos (510), autuados trezentos e sessenta e seis (366) caminhões e vinte e dois veículos foram apreendidos por apresentarem irregularidades no transporte de Produtos Perigosos.

Sobre a NovaDutra: A rodovia Presidente Dutra, com 402,2 quilômetros de extensão, liga as duas regiões metropolitanas mais importantes do País: Rio de Janeiro e São Paulo, abrangendo uma região altamente desenvolvida, que responde por cerca de 50% do PIB brasileiro. A NovaDutra tem 12 anos de existência e foi a primeira grande concessionária de rodovia do País.

Sobre a CCR: A Companhia de Concessões Rodoviárias (CCR) é a líder na administração de rodovias na América Latina, com um total de 1.452 quilômetros, o equivalente a 15% das rodovias concedidas no Brasil. Criada em 1998, controla seis concessionárias: Ponte Rio-Niterói, (RJ), NovaDutra (SP-RJ), ViaLagos (RJ), RodoNorte (PR), AutoBAn (SP) e ViaOeste (SP).

Voltar para:
Fiscalizações de Produtos Perigosos