Lei das entregas em SP preocupa setor de transportes de cargas.
Fonte: Fetcesp

O setor de transporte encara com preocupação a Lei 13.747, sancionada pelo Governador Serra e publicada no Diário Oficial do Estado do último dia 7 de outubro.

Segundo a legislação, os fornecedores de bens e serviços no Estado de São Paulo são obrigados a fixar data e turno para as entregas dos produtos ou realização dos serviços aos consumidores. A Lei ainda estipula os seguintes turnos: das 7 às 12 horas; das 12 às18 horas ou das 18 às 23 horas.

O presidente da FETCESP, Flávio Benatti, analisa que esta nova Lei pretende beneficiar o consumidor final que vive no Estado de São Paulo. “No entanto, como se trata também de entregas, interfere em algumas operações de transportes como do e-commerce e cargas expressas”, afirma.

“Na cidade de São Paulo, que já possui restrição de circulação de caminhões, o cumprimento desta Lei deverá provocar custos adicionais. O mesmo deverá ocorrer na região metropolitana e algumas cidades do interior do Estado”, pondera Benatti. “A expectativa é que na regulamentação desta Lei, o setor seja ouvido e assim possamos apresentar as nossas dificuldades e sugestões”, finaliza Benatti.

Confira a íntegra da Lei:

LEI Nº 13.747, DE 7 DE OUTUBRO DE 2009
Projeto de lei nº 298/2008, da Deputada Vanessa Damo - PV

Obriga os fornecedores de bens e serviços localizados no Estado de São Paulo a fixar data e turno para a entrega dos produtos ou realização dos serviços aos consumidores, e dá outras providências

O GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO:

Faço saber que a Assembleia Legislativa decreta e eu promulgo a seguinte lei:

Artigo 1º - Ficam os fornecedores de bens e serviços localizados no Estado obrigados a fixar data e turno para realização dos serviços ou entrega dos produtos aos consumidores.

Artigo 2º - Os fornecedores de bens e serviços deverão estipular, no ato da contratação, o cumprimento das suas obrigações nos turnos da manhã, tarde ou noite, em conformidade com os seguintes horários:

I - turno da manhã: compreende o período entre 7h00 e 12h00 (sete e doze horas);
II - turno da tarde: compreende o período entre 12h00 e 18h00 (doze e dezoito horas);
III - turno da noite: compreende o período entre 18h00 e 23h00 (dezoito e vinte e três horas).

Parágrafo único - vetado.

Artigo 3º - vetado:
I - vetado;
II - vetado.

Artigo 4º - vetado:
I - vetado;
II - vetado.

Artigo 5º - O Poder Executivo regulamentará a presente lei.

Artigo 6º - Esta lei entra em vigor na data de sua publicação.

Palácio dos Bandeirantes, 7 de outubro de 2009.

JOSÉ SERRA

Luiz Antônio Guimarães Marrey, Secretário da Justiça e da Defesa da Cidadania

Aloysio Nunes Ferreira Filho, Secretário-Chefe da Casa Civil

Publicada na Assessoria Técnico-Legislativa, aos 7 de outubro de 2009.



Voltar para:
Notícias - Cotidiano