Produtos perigosos nas estradas
Fonte: Jornal de Brasília, 30/04/09

Uma força-tarefa formada por vários órgãos do Governo do DF realizou blitze nos dias 23 e 24 de abril para vistoriar caminhões com produtos perigosos. Ao todo, 63 veículos foram reprovados por diferentes motivos. As fiscalizações foram realizadas entre 9h e 11h30. Na quarta-feira (22/04), o local escolhido foi o posto da Polícia Rodoviária Federal (PRF) na BR-060, pista que liga Brasília a Goiânia, onde 56 caminhões foram vistoriados. No dia 24, na DF-003, no posto da PF, 56 caminhões foram vistoriados.

Além da verificação das condições de segurança para o transporte de produtos perigosos, os fiscais ficaram atentos à documentação dos veículos e estado de conservação dos mesmos. Cada órgão do GDF ficou responsável por fiscalizar a área de sua competência. O Corpo de Bombeiros (CBM) reprovou 27 veículos, na maioria por problemas nos extintores. O Inmetro notificou sete caminhões. A CPRV fez 19 notificações. A PRF dez. Em 24 de abril, a Vigilância Sanitária apreendeu aproximadamente cinco quilos de peixe impróprio para o consumo humano.

Decreto

Segundo o major Ildemar de Oliveira Silva, a força-tarefa cumpre o decreto governamental 21930 de 2001, que criou o Programa de Movimento de Produtos Perigosos no Distrito Federal. Segundo o major, as fiscalizações ocorrem duas vezes por mês em locais pré-definidos. Participaram da operação o Departamento de Estradas e Rodagens (DER), Polícia Federal (PF), Polícias Militar, CMI e Rodoviária, lnmetro, Corpo de Bombeiros e Vigilâncias Ambiental e Sanitária.


Voltar para:
Fiscalizações de Produtos Perigosos